loading please wait..

#6 Compaixão pra quê? (com Cristiano Ramalho)

As tradições contemplativas do oriente são muito enfáticas ao apresentarem a compaixão como uma qualidade inata dos seres humanos. Mas com essa afirmação, pode surgir a pergunta: se somos compassivos por natureza, por que a compaixão é algo que precisa ser cultivado? Nessa conversa, Cristiano Ramalho, professor do Cultivating Compassion Training (CCT), programa criado pelo erudito tibetano Thupten Jinpa e oferecido pela Universidade de Stanford, na Califórnia, nos ajuda a elucidar essa e outras questões e tenta nos mostrar porque cultivar a compaixão é o melhor investimento que podemos fazer para enriquecer nossas vidas e relações. Conheça mais sobre o seu trabalho em: https://www.equilibrioecompaixao.com

Temas discutidos

  • 05:25 – O que é a compaixão?
  • 12:54 – A diferença entre compaixão e pena
  • 15:45 – Relação entre compaixão e sabedoria
  • 19:18 – Se a compaixão é inata, por que treiná-la?
  • 25:13 – A autocompaixão em uma cultura narcisista
  • 32:05 – Compaixão e autojulgamento
  • 38:29 – Autointeresse na compaixão
  • 45:10 – Por quê escolher a compaixão em meio a tantas opções?
  • 54:23 – Cultivando a compaixão no cotidiano
  • 57:21 – Como evitar ser levado pelo sofrimento do outro
  • 01:01:18 – Existe fadiga da compaixão?
  • 01:07:17 – Como virar a chave da empatia para a compaixão?
  • 01:14:22 – Compaixão e ativismo

 
 

Publicado em 7 de fevereiro de 2019 na categoria podcasts

Compartilhar

Sobre o autor

O Coemergência se propõe a explorar temas importantes da nossa sociedade e da vida cotidiana, sempre à luz da relação entre os nossos mundos interno e externo. Partimos do princípio de que a maneira como percebemos e nos posicionamos no mundo está diretamente relacionada aos nossos referenciais, visões de mundo, emoções, hábitos e experiências prévias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *