loading please wait..

#10 atenção. (com Alex Castro)

Neste episódio, convidamos o escritor Alex Castro para falar de seu mais recente livro “Atenção.” (por uma política do cuidado). Num bate-papo irreverente e instigante o autor nos leva a refletir como as práticas de atenção, quando desvinculadas de um cuidado para o outro, correm o risco de se tornarem esvaziadas de sentido e mantenedoras do status quo de exploração e privilégios. Ele ainda defende que o cuidado ao outro sem práticas de atenção que o sustentem tende a ser superficial e até prejudicial. Por isso, propõe uma atenção para o cuidado; nas palavras dele, seu livro poderia ser classificado não com uma autoajuda, mas como uma “outroajuda”.

Alex nos fala da sua prática no zen budismo e como ela se associa a seu movimento de militância em favor das minorias e de sua denúncia dos privilégios sociais, em grande parte invisíveis àqueles que são favorecidos. Também nos conta de sua experiência junto a Ordem dos Pacificadores Zen, referência no que vem sendo chamado de budismo engajado.

Suas ideias são um contraponto aos nossos atuais valores individualistas tão voltados para o eu e que podem ser reforçados pela busca do autodesenvolvimento, autoaperfeiçoamento, autoconhecimento e tantos outros “auto” alguma coisa. Será que nesse movimento para si não estamos esquecendo um pouco o olhar para o outro? Colocando nosso eu como centro e nossos valorizados sentimentos como baliza de nossas ações, não estamos restringindo nossa capacidade de aceitação e empatia e colhendo uma sensação cada vez mais comum de isolamento e solidão? São essas e outras provocações que Alex nos faz. Dê um play e se inquiete com a gente.

Publicado em 4 de abril de 2019 na categoria podcasts

Compartilhar

Responses (2)

  1. Janaina'
    8 de abril de 2019 at 12:11 · Responder

    Tive o prazer de reencontrar o Alex no lançamento do Atenção. em BH. É sempre bom ouvi-lo, por mais que eu sempre o leia – me faz lembrar de fazer o exercício diário de pensar no outro, de ter empatia. Ótimo programa.

  2. Marina Mello
    9 de abril de 2019 at 17:14 · Responder

    Muito bom esse programa, trouxe reflexões muito provocadoras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *